sábado, 31 de maio de 2008

mutantes ou clones???

então, garera, 01:59 da matina, um resfriado que não deixa eu dormir e uma cólica dos infernos.
eu acabei de ver heroes e tudo o que eu consiguia pensar no meu estado delirante de tanto remédio que eu tomei é, o que o filho da Preta com o Gianequini tava fazendo lá em Rírous? Que eu saiba, só o Rodriguin Santoro faz seriado americano.. Hm, sei lá, tirem suas próprias conclusões.Vai falar q não é a mesma pessoa...

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Mulé não aprende mesmo...

Aí, pô, o namorado super fófis de uma amiga acabou com ela por email. por i-mei-u. 3 dias depois do niver dela. ele nem deu parabéns, aliás.
Tipo ansim, a minha fé nos homens tá super abalada.
E agora??? Desistir da raça machal pra sempre???
Pronto, já sei:
homem gato de castigo. fé 12% restaurada.
homem gato de terno e gravata segurando uma flor. fé 30% restaurada.

homem gato já entregou a flor e agora está pelado na cama. fé 48% restaurada.

homem gato fazendo um strip? fé 68% restaurada.
homem gato, semi nu, com a, hm, espada na mão? ui. fé 89% restaurada.
Homem gato, peladin, segurando uma bola? fé nos homi suuuuper restaurada, tipo 127,5%.

Ok, tô pronta pra tomar na cabeça de novo. uhu.

terça-feira, 27 de maio de 2008

jesusmariajosé

Meu amigo Fabricin, autor de frases inspiradas e material cybernético mais inspirado ainda, me apresentou a uma nova tendência britânica (que de acordo com esse jornal inglês surgiu no Brasil. ah tá então, me diz onde vende isso aqui, vai...) Olha que coisa bonita:
Joelma e Mulher Melancia, façam fila.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

duas caras bombando

A cor da vez na novela era loiro-bizarro (além de penteados igualmente toscos), mas temos aqui expoentes da caracterização amarelo-ovo.

Rodrigo Hilbertesudo e o cara que catava a Juma Marruá (nos bons tempos)

E surprise surprise, a novela é tendência lá fora também.
Percebam:
ivo meireles Sisgo, Sisco, Sisqo ou alguma coisa assim.

E você, Robertin, quem te viu e quem te vê...
vou fechar até os olhos pra não ter que ver isso, portanto nsão ligyuen sew digtar aklguyma coisa erradoi, é dificila com osd olhos fechandos...

amigos!!!

Cara, sabe quando aquela sua amiga do coração fica zégulus zumida???? E você fica mentalmente xingando ela de vaca (às vezes usa o Orkut para esse fim e tal...) Pois é, às vezes ela pode ter um bom motivo pro chá de sumiço. (mas pode ser só falta de vergonha na cara, mesmo)

às vezes ela tá passando por uma temporada reclusa em casa, sei lá, namorando na internet...
às vezes ela tá passando uma temporada em NYC, que chato. (não, não tô falando de mim. No caso eu tenho andado reclusa em casa mesmo... Mas vamo lá, garera, dedos cruzados pra eu sumir porque fui passar o verão - europeu- em Ibiza. Tipo, sou suuuuper a favor...)

Mas assim, tem coisa melhor do que reencontrar um(a) amigo(a) depois de séculos e perceber que foi como só tivesse passado um dia sem ver/falar com ele(a)? (Tá, tá, tirando zégzo bem feito. E comer. E dormir. E fazer xixi quando se está suuuuper apertado. E ganhar na loteria. Não que eu tenha ganhado na loteria, notem. Enfim, existe uma garalhadam (caralhada com sotaque levemente fanho) de coisa tão boa quanto ou até melhor q perceber sua empatia com seus amigos, mas não estraga meu post fófis com a sua racionalização, eu hein! Continuando...)

Bem, eu pelo menos acho ótimo quando reencontro amigos que eu não vejo há séculos (às vezes uma conversinha ao telefone já serve. E às vezes, eu sei, eu sou abuso do direito de ser relapsa- é, o blog também tem sofrido com isso...)

Bem, gostaria de aproveitar meu post sentimental pra falar que sem meus amigos (e família, claro. Mas sabe como essas coisas são, alguns familiares são muuuito amigos e alguns amigos viraram família há tempos...) je ne suis pas ninguenhê.

E pra vocês, amigos, estendo o tapete vermelho virtual do meu coração e digo Welcome!
Em lilás, itálico, negrito e em letras grandes. É, meu coração é brega e praticamente a Mariah. (we belong togetheeeeeeeeeeeeeer!!!)

E, olha, meu coração também tem bom gosto, zentchi! O recepcionista de lá é esse chuchu aí, ó. Você chega, ele te olha nos olhos e diz com aquela voz ao pé do seu ouvido: entre e fica a vontade... Ui!

(Ih, você não é meu amigo? Vudeu. brincadeirinhaaaa. Você pode me amar. Eu deixo você fazer uma free-tour e conhecer o meu host tesante.)


É, eu sei, ele é a cara do Ryan Reynolds, que vai pegar alguma DST da casar com a Scarletchi Iorrênson. Mas o RR não tem essa parada que a minha lupa (devidamente produzida pelo Paint) está colocando em evidência, tem? Hm, será que ele botou placa de silicole pra ficar fortinho???

Se bem que ansim, reentrâncias não identificadas à parte, eu lambia de cima a baixo, de baixo pra cima, frente e verso. E porque você é meu amiga (ou amigo), eu deixo você também, tá?

quinta-feira, 8 de maio de 2008

MÁXIMA DA SEMANA

"Mariah é a Rita Cadillac que deu certo"

Bricinho disse. eu assino embaixo.

sábado, 3 de maio de 2008

1 escada e uma canção

Estava eu tirando aquela sonequinha feliz de sábado a tarde. Aí tive um sonho que quero dividir com meus amigos mais queridos. (mas você aí serve. haha)

vamo lá...

Tá, estava eu lindalevisolta descendo a escada rolante das Lojas Americanas de Laranjeiras. (É, eu sei, podia estar descendo as escadas da Samaritaine em Paris, mas beleza, Laranjeiras e lojas americanas it is.) E ainda tinha um detalhe que a escada rolante não tava funcionando (inclusive é uma das coisas que mais detesto, descer escadas rolantes paradas, afinal elas perdem totalmente a função. OK, focus. de volta pro sonho...)

Bem, aí eu olhei pra baixo e tinha mó deusgrego lá embaixo. Tipo o Dedé Rezende. Diliça.

E eu resolvi, naquele momento, descer a escada rolante zegzimentchi. Porque eu sou zuberzégzi até em sonho. Tá. Aí, olhando nos olhos dele, eu ia dar mais uma descidinha rebolante. evidentemente, calculei mal e caí de bunda. estamos numa escada, certo? comecei a descer todos os degraus de tal forma elegante. toin. toin.toin.

Finalmente, traseiro e orgulho feridos, cheguei lá embaixo e aterrissei aos pés do guapo. Não queria olhar pra cima... ("ó q sapatos lindos, ó q formigas bonitas, ó q belo o prateado das escadas, quem precisa olhar para o céu? Posso encarar o chão pro resto da minha existência...") Mas continuava sentindo seus olhos no alto da minha cabeça (meus pensamentos variavam entre "será q ele pode ver meus cabelos brancos???" e "ó chão, será que você não pode se abrir, com uma passagem secreta que vá dar no Japão onde eu nunca mais terei que cruzar com tal criatura magnífica?" mas não, no buracos pra mim...) Resolvi ser corajosa e olhar pra ele, que me olhou nos olhos. Naquele momento percebo que tudo vai ficar bem. Ele vai abrir a boca e dizer "você está bem, linda dama? E vai começar a cantar uma cantiga de amor. E todos os funcionários da americanas vão se juntar a ele numa coreografia perfeita e todos vamos ganhar o Oscar de melhor canção. Praticamente o desenho animado da Disney.

Tudo parecia estar acontecendo em câmera lenta, seus lábios se separaram e ele me olha nos olhas e canta...

VEM QUE VEM QUE VEM QUICANDO VEM QUE VEM QUE VEM QUICANDO!!!

Sonho de pobre (até em sonho) dura pouco!!!